Destaques

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Dengue, Zika e Chikungunya: Sintomas e como prevenir!

Hoje eu pensei em compartilhar esse assunto com vocês, pois como eu comentei no meu Instagram, fui diagnosticada com Dengue, depois de alguns sintomas que tive.
Fui ao Pronto Socorro, pois eu estava há 3 dias com febre alta, tremor, uma dor de cabeça insuportável, que não passava com nada.. dor nas pernas e nas costas.. e muito cansaço, falta de apetite.
Como eu não sabia o que era, deixei a Sophia com a minha mãe, e fui lá verificar. Fizeram vários exames, e foi descartado sinusite, meningite, infecção na garganta.. e como minhas plaquetas estavam baixas, fizeram o exame da dengue, tudo para conseguir mapear o motivo da febre.
E deu positivo.
Não tem um exame específico para saber se foi Zika, Dengue ou Chikungunya, mas pelos sintomas dá pra identificar bem cada uma.
Os sintomas e duração varia de cada pessoa, pois se a mesma estiver bem de saúde, com a imunidade boa, dura em média 3 dias... e se a pessoa estiver mais debilitada, ou com a imunidade baixa, e nos idosos, crianças ou pessoas pessoas com Aids e doenças crônicas, pode durar de 7 a 15 dias.
Mas é muito importante não se automedicar! Percebeu alguns dos sintomas abaixo, procure um médico!
E na dúvida, tome dipirona ou paracetamol, que são os mais seguros! A médica me indicou esses remédios, muita hidratação e repouso.
Em resumo, coloquei abaixo um pouco sobre esses vírus e como podemos identificar e prevenir!

Mas o que é a dengue? Como se propaga? O que mais podemos fazer para prevenir essa doença? 
Todos querem acabar com a dengue, mas isso não é uma tarefa que alguém possa fazer sozinho. Mesmo que uma pessoa tome todas as medidas de precaução, se os vizinhos ou a comunidade não cuidam, essa pessoa ficará igualmente exposta à doença. Por isso, toda ação contra a dengue deve ser conjunta, deve envolver a comunidade, o município.

Conheça a diferença entre dengue, zika e chikungunya
Dengue, zika e chikungunya são três infecções transmitidas pelos mesmos vetores, os mosquitos Aedes aegypiti e o Aedes albopictus. Elas possuem sintomas parecidos, mas algumas caraterísticas podem ajudar a diferenciá-las.
Não existe tratamento específico para as infecções por estes vírus. A orientação do Ministério da Saúde é que na presença de qualquer sintoma, o paciente procure a unidade de saúde mais próxima. Além disso, deve fazer repouso e ingerir de bastante líquido durante os dias de manifestação de sintomas. Alguns medicamentos como ácido acetilsalicílico e outros anti-inflamatórios, podem aumentar complicações hemorrágicas, principalmente em caso de dengue. Por isso, ao apresentar os sintomas a pessoa não deve se automedicar!!!
Confira o quadro e descubra as principais diferenças entre a dengue, zika e chikungunya


A SOLUÇÃO COMEÇA EM CASA
Prevenir a dengue é algo que realmente começa em casa e cada um pode, e deve, fazer a sua parte. Os esforços do poder público devem continuar e aumentar, mas não serão suficientes se cada cidadão deixar de tomar certos cuidados diários, aqueles que são capazes de impedir que a dengue se alastre. É é tudo tão simples. Basta boa vontade e consciência comunitária, porque aquilo que uma pessoa faz em sua casa ou não, tem o poder de afetar toda a vizinhança.

Não deixar água parada; retirar das áreas livres recipientes que possam acumular água; cuidar com a coleta do lixo; tampar a caixa d'água... são medidas eficazes e possíveis para impedir o avanço da dengue. Cada um pode ajudar a conscientizar sua vizinhança e comunidade sobre como colaborar nas medidas de prevenção.

Depois dessa experiência, eu fiquei mais reflexiva.. apesar de muito ouvir sobre a dengue, enquanto não acontece com a gente, a gente pensa que está sob controle.. mas a gente precisa se preocupar sim!
Esse mosquito pode transmitir outros vírus, e levar até a morte!
Se cada um fazer a sua parte, avisar os agentes de saúde, caso tenha recipientes em terrenos vazios, ou algum outro local.. porque dessa forma podemos evitar que isso aumente.

Vamos nos unir! Porque juntos podemos acabar com esse mal!

Com carinho, Natália


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe aqui seu Comentário!! Beijosss