Destaques

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Como conversar com uma criança


Conforme eles vão crescendo, vai sendo necessário mudar a nossa forma de falar com eles.
A Sophia, agora com 2 anos, está passando pela fase em que o "Não" é tudo que ela não quer ouvir. 
Tudo tem que ser do jeito dela e o mundo parece girar em sua volta.. afinal, a crise dos 2 dois anos é bem característica nessa fase.
Mas eu percebi que tem sido melhor, e tenho colocado em prática mais diálogo e menos Não!
Ao invés de dizer: Não mexa na tomada, eu coloco o protetor e explico que ali dá choque e machuca as mãozinhas.
Tem ajudado 100%? Na maioria das vezes sim. Mas quando a conversa não resolve e ela decide chamar a atenção com birras.. eu deixo ela lá, até se acalmar.. depois eu converso.

Quando ela quer uma coisa que eu vejo que não é seguro, ou não tenho como comprar, ou não é a hora de fazer.. eu abaixo e olho nos olhos, e explico o porquê. Falo com um tom de voz bem firme com ela e não volto atrás. Posso até parecer chata em alguns momentos, mas cada mãe sabe o momento de impor os limites.
Não adianta você bater, brigar, gritar e depois voltar atrás e deixar.. criança é esperta e depois quando você for firme eles não vão dar credibilidade.
Sou super contra agressão física e moral, sei que cada pai tem seu modo de educar e respeito. Mas eu acho que educar é um desafio que requer sabedoria, paciência e muita dedicação.

Explique os motivos, de uma forma clara, com linguagem simples e mostre com exemplos. Vamos arrumar os brinquedos? Chama pra ajudar, e fala que agora é hora de guardar, para não ficar bagunça.
Converse sempre com a criança, porque pode até parecer que não! Mas eles entendem. E se acontecer as birras, deixe acalmar, e depois converse. É um exercício que precisamos fazer em casa, para caso aconteça na rua, já sabemos como lidar e eles também. Ceder a uma birra, nunca é uma boa alternativa!

Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe aqui seu Comentário!! Beijosss