Destaques

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Medo na infância


É normal a criança pequena sentir medo, eles estão se desenvolvendo e ainda não conseguem separar a realidade do mundo imaginário.
A Sophia sente muito medo de brinquedos que se mexem e cantam, do barulho do aspirador de pó, brinquedos grandes, Papai Noel então.. é que nessa fase eles não conseguem distinguir objetos que tem vida dos que não tem! Mas é importante respeitar o medo dos nossos filhos, para que não aumente ainda mais. Eu acredito que a segurança e o carinho, irão deixa-los mais seguros nessa fase.

Ela começou a ficar com medo também na hora do banho. O que era pra ser relaxante, passou a ficar estressante. Mas eu percebi que o medo dela, era de entrar na banheira. 

O que eu fiz? Não a obriguei a entrar, pois forçar a criança, nunca é uma boa solução. Apenas mudei a forma de dar banho nela! Na verdade, eu dava banho tanto na banheira como em pé, e agora somente em pé com chuveirinho.. coloco um baldinho, os brinquedos, e ela brinca e deixa eu dar banho tranquilamente.. nem chora mais pra ir tomar banho.

O medo da separação, que também é muito comum nessa fase, faz com que eles tenham medo. Quando eu preciso sair, deixo a Sophia com minha mãe.. e ela fica numa boa, mas quando eu chego, ela gruda em mim e não quer sair do meu colo, por medo da mamãe sair de novo.

E eu acredito que esse medo da separação, se estenda até na madrugada, quando ela acorda e me chama, ou quando tem um sonho ruim..

Como ajuda-los a superar o medo:


- Escuta o seu filho. Permita que ele expresse todos os seus medos.
- Converse com o seu filho. Tente saber o que é que o assusta. Dê importância sem ignorá-los.
- Dê carinho ao seu filho. Transmita afeto, proteção, tranquilidade e confinaça. Dessa forma, seu filho lhe contará sempre sobre seus medos, e poderá ajudá-lo que os supere e cresça mais seguro de si mesmo.
- Se coloque no lugar do seu filho. Estimule seu filho a expressar seus medos sem sentir-se ridicularizado nem com vergonha. Para isso é necessário que aceite os medos como reais. Conte a ele por exemplo de situações que te assustaram quando era pequeno e de seus medos.
- Apoie o seu filho. Enfrente o problema com seu filho. 
- Fique do lado do seu filho. Não perca a oportunidade de ensinar seu filho como outras pessoas agem com confiança naquelas situações que ele tem medo. Se seu filho vê outra criança pegar uma formiga pode ser que o ajude a perder o medo dos insetos.
- Transmita confiança ao seu filho. Premie seu filho cada vez que ele consiga avançar na superação do medo. Elogie seu esforço, sua valentia e sua decisão. Desta forma estará animando-o e dando-lhe mais confiança.
- Fale sempre a verdade para o seu filho. Conte-lhe sempre a verdade. Às vezes é o desconhecido e a falta de informação o que provoca os temores no seu filho. Se ele se assusta com contos de ogros, bruxas, etc., diga-lhe que todos os personagens não existem na realidade e que vivem somente nos contos, nos filmes, etc. Repita muitas vezes se necessário.

Veja quais são os medos mais comuns na infância

6 meses a 1 ano 

– Separação das pessoas conhecidas;
– Perda de apoio;
– Quedas Animais;
– Visitas ao pediatra;
– Medo de dormir;
– Ruídos fortes;
– Luzes brilhantes.

2 anos
– Estranhos;
– Animais;
– Descargas;
– De separar-se dos pais

3 anos
– Escuro;
– Cães;
– Barulhos;
– Monstros;
– Primeiras preocupações com a morte

4 anos 
– Animais;
– Monstros;
– Situações novas;
– Temem que desejos de raiva contra os pais se realizem

5 anos
– Fracasso escolar;
– De se perder;
– Abandono

6 anos 
– Pessoas deformadas (temem que o problema aconteça com elas);
– Chegar atrasado à escola;
– Ser esquecido na escola;
– Fracasso escolar;
– Medo do erro;
– De perder as pessoas queridas;
– Da rejeição social

7 anos 
– Escuro;
– Seres sobrenaturais;
– De passar por ridículo;
– Fracasso escolar;
– Medo de errar

Vamos ajudar com muito carinho e paciência, para que eles superem o medo e vivam felizes!

Até mais.

Fonte: guia infantil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe aqui seu Comentário!! Beijosss