Destaques

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Porque os bebes estranham as pessoas?


Desde que a Sophia fez 4 meses, ela começou a estranhar as pessoas.. na verdade, ela estranha mais os homens, mas algumas mulheres também.. O pediatra diz que o bebê reconhece as características femininas, mesmo que precocemente, como os traços finos e vozes mais suaves.

A gente fica meio constrangida, ainda mais quando estranha alguém da família.. mas pesquisei sobre o assunto e conversei com o pediatra dela, pra entender melhor sobre isso e compartilhar com vocês..

Ele me disse que faz parte do desenvolvimento do bebe.. e que é super normal bebês estranharem algumas pessoas e chorarem desesperadamente ou se escondem nas pernas da mãe. A tia diz que é trauma, o amigo diz que é a barba, a prima diz que é normal... Aos poucos essa fase passa, e a criança passa a entender que nem todo mundo tem a carinha agradável como a da mamãe. São os primeiros aprendizados da vida social.

Lidar com estranhos é algo novo: a gente se sente inseguro também. Experimente entrar numa sala de aula pela primeira vez. Por mais que a gente se esforce, sempre fica uma tensão no ar, um colega que mal olha na sua cara, outro que falta nos primeiros dias esperando evitar esse constrangimento. Até o mais saidinho que chega cumprimentando todo mundo parece fazer isso num ato nervoso. Tudo o que foge à rotina, ao habitual, causa desconforto.

O novo assusta. Porque nos foge ao controle, dá angústia, gera tensão. O novo causa estranhamento.

Agora, imagine uma criança, que aos poucos desenvolve sua visão: antes ela enxergava tudo embaçado e poucas cores, depois ela só tinha olhos para a mamãe e papai e alguns objetos. Agora ela já pode distinguir entre rostos familiares e pessoas diferentes. E ela estranha. E sente medo. Por isso ela olha tão fixo nas pessoas, alguns dizem que ela olha porque ela está achando bonito, outros porque ela gostou, que está admirando.. kkkk mas na verdade, ela está conhecendo a pessoa..

Se você se aproximar de um bebê e a recepção for de rejeição, não se preocupe. Não precisa pensar em um novo corte de cabelo tampouco fazer a barba ou mudar sua maquiagem. A questão pode não ser estética, segundo o pediatra Dr. Anthony Jackson.

O estranhamento começa a partir do quarto mês de vida do nenê, e pode durar até o oitavo - quando ele desenvolve o lado emocional e a coordenação motora. Em outras palavras, a criança percebe que não é mais uma extensão do corpo da mãe, ela já está amadurecendo, conforme explicou o pediatra dela.

Mas há uma estratégia para conquistar o pequeno. É importante tentar ganhar o interesse dele, por exemplo, mantendo-se à distância e fazendo alguma atividade divertida, contou o pediatra.

O oitavo mês

As mudanças nesse período são constantes. Podendo citar a angústia do oitavo mês, quando o bebê começa a sentir medo de ficar sozinho e de se separar dos pais.

A criança começa a sonhar com esse afastamento. "Mas, na verdade, é ela que está se distanciando por estar amadurecendo", disse. Segundo o pediatra, isso acontece porque o oitavo mês é o período em que o bebê começa a se socializar.

Então vamos ter paciência com os bebes, que tudo é fase e vai passar.. faz parte do desenvolvimento deles, tudo é novo e cada bebe se expressa de uma maneira diferente, tem aqueles que estranham, mas são mais sossegados e não demonstram.. outros já demonstram.. cada um é único!

Até mais..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe aqui seu Comentário!! Beijosss